A minha técnica para ficar inspirado sempre que quero escrever

Daqui a 3 dias faz 7 meses que publiquei o primeiro artigo no Sites e Blogs. Foi no dia 5 de janeiro de 2012.

Desde essa data que tenho publicado 5 a 6 artigos por semana. Ou seja um artigo por dia, de segunda a sexta-feira, e por vezes um extra ao sábado. Além disso, escrevo para outros blogs meus, escrevo também como freelancer e – é segredo , não conte a ninguém – estou a terminar o meu primeiro livro a solo.

De há uns tempos para cá, como muitos devem ter reparado, mudei por completo a linha editorial e passei a escrever como realmente gosto: de forma criativa e diferenciada.

Escrevo para si e não para o Google, e é isso que me dá prazer.

Olhando a muitos mails e comentários que recebo, vários leitores acham impressionante a forma como eu consigo ter uma “produção criativa”, “surtos de inspiração” com tanta frequência, com tanta regularidade.

Na realidade não tem nada de impressionante. E você pode fazer exactamente o mesmo.

Quer saber como faço para escrever diariamente, sem afrouxar o ritmo e mantendo os padrões de qualidade a que me propus?

Sem padecer do temido bloqueio de escritor?

Leia o resto do artigo que conto-lhe tudo…

ficar inspirado

Bom dia, eu sou a Dona Inspiração

No início, eu trabalhava muito à inspiração. Ou seja, eu esperava que o fantasma de Fernando Pessoa, Voltaire, Jim Morrison ou outro escritor de génio me visitasse, e me ajudasse a escrever.

Se você escreve com frequência, você sabe do que falo. Nesses momentos parece que fomos “benzidos por Deus” quando a Grande Inspiração se apodera de nós. Escrevemos páginas e páginas. Um, dois, três ou até mesmo quatro artigos de uma só vez. As ideias fluem. As palavras encadeiam-se na nossa cabeça mais depressa do que os nossos dedos percorrem o teclado do computador. É grandioso!

É um estado de graça! Quase um orgasmo. E rezamos para que nunca mais pare.

Se gosta mesmo de escrever, você sabe do que falo ;)

Eu esperava por esses momentos

Durante muito tempo eu trabalhei assim. Eu espera que a inspiração chegasse para poder escrever. E quando ela estava presente, eu explorava-a a fundo para escrever o máximo de artigos possíveis. Por vezes passava o dia todo nisso.

O problema disto é que se torna muito caótico. Porquê? Simplesmente porque a inspiração não escolhe lugar nem momento para aparecer. E muitas vezes bate à nossa porta em momentos ou locais em que não estamos propriamente disponíveis para escrever.

Hoje, ainda tento explorar ao máximo os meus grandes momentos de inspiração. Quando ela se apodera de mim, e que eu estou disponível para escrever, então escrevo o máximo possível.

Mas, com o passar do tempo, desenvolvi algumas técnicas para forçar a inspiração a aproximar-se quando preciso.

O método, em 4 passos, para invocar a Dona Inspiração

Não é segredo para ninguém que eu tenho uma ocupação profissional fora da Internet. E por isso estipulei que o fim de semana (principalmente o sábado) seria o momento adequado para escrever os meus artigos.

Não escrevo apenas ao fim de semana. Eu escrevo todos os dias em que me sinto inspirado. Mas ao fim de semana tenho de escrever. Quer esteja inspirado, quer não!

Deve estar a questionar-se como eu faço para escrever quando a inspiração não vem ao meu encontro nesses dias? A resposta:

Você conhece o velho provérbio: “ O apetite vem comendo”? Bem, pode perfeitamente aplicar isso para ficar inspirado: “A inspiração vem escrevendo”.

Esse é o segredo!

Veja como eu faço para ficar inspirado:

1 – Lanço o cronómetro, e começo a escrever.

2 – Escrevo tudo o que me passa pela cabeça durante 10 minutos.

3 – Ao fim de 10 minutos, começo a escrever o meu artigo.

4 – Se ainda continuar bloqueado, recomeço no passo 1 para continuar com o “aquecimento”.

Esta técnica pode parecer-lhe tresloucada, mas funciona perfeitamente para mim como aquecimento para escrever.

Nem tudo o que funciona para uns, funciona para os outros. Mas para saber se funciona para si, tem de testar.

Abra o seu editor de texto e comece já a escrever!

Se deste teste sair um artigo para o seu blog, envie-me um mail com o link … vou querer ver se esta técnica funciona para si também ;)

Subsreva a newsletter
Nunca mais perca uma atualização no blog!

15 Comments

  1. Olá Hugo,

    O modo que estou usando é,primeiro eu listo todos os tópicos do artigo e depois eu vou completado as informações.

    Estou fazendo desta forma e até o momento esta a funciona, perfeitamente!

    Abs!

    Reply
    • Olá Fábio,

      obrigado por partilhar o seu método … isso poderá ajudar muito os leitores do blog.

      Isto só demonstra uma coisa: cada pessoa tem de encontrar a melhor técnica para si. Aquela que funciona para ele.

      Abraços

      Reply
  2. Olá Hugo !
    Olha eu aqui de novo !!!
    Eu uso um método de inspiração que eu mesmo criei e tem dado certo até agora (eu acho).
    Eu sempre penso no que esta faltando no meu blog, pesquiso, escolho o assunto mais adequado ao meu blog, escrevo a minha interpretação e pronto.
    As vezes a inspiração vem de coisas simples do cotidiano também.
    Já estou me inspirando em você…rsrsrsrsrs
    Abraço e sucesso sempre amigo…

    Reply
    • Olá Maurício,

      é verdade, muitos dos meus artigos retomam situações do quotidiano. Eu aprendi a ser observador e isso me ajuda muito na hora de escrever.

      A observação do que nos rodeia acaba por nos dar muitas ideias para artigos e claro melhorar e muito o nosso poder de argumentação (muito importante para qualquer blogueiro)

      Abraços e obrigado por estar qui novamente ;)

      Reply
  3. É Hugo, vou tentar o seu método,
    Confesso que estou acordando na maioria das vezes sem ideia nenhum, então é um ginástica mental para conseguir produzir um artigo, se no meu blog eu não escrevesse tutoriais também, que é mais técnico a coisa ia complicar.

    Reply
    • Olá Demerval,

      como digo no artigo, conseguir escrever diariamente é algo que se treina. É obvio que haverá sempre que tenha mais facilidade em ter ideias e em desenvolver um texto mais atrativo.

      Mas treinando, e adquirindo algumas técnicas para facilitar o processo criativo, é perfeitamente possível qualquer pessoa conseguir ser um escritor competente.

      Espero que esta técnica que eu uso o possa ajudar a “desbloquear” mais facilmente.

      Abraços

      Reply
  4. Olá Hugo, tudo bem?

    Como sempre arrasando nos artigos e fornecendo idéias boas para que nós também possamos desenvolver nossas próprias idéias.

    Meu método parte do princípio da observação e das conversas que tenho com as pessoas. Normalmente surgem muitas idéias daí. Aliado a isso tem o compromisso de escrever pelo menos um artigo por semana. Esta “obrigação” faz com que eu pratique cada vez mais a escrita.

    Forte abraço,

    Sucesso Sempre.

    Reply
    • Olá Robeilton,

      Muito obrigado por partilhar com os leitore do blog a sua experiência.

      Observar omque nos rodeia é uma excelente forma de ter muitas novas ideias para artigos. Eu próprio uso muito isso. Estou sempre a ver o que se passa à minha volta e procurando ideias novas.

      Abraços

      Reply
  5. Olá Hugo!

    Eu sempre fui meio “relaxado” com relação a produção de conteúdo,mas de uns meses para cá eu me cobro a colocar pelo menos um artigo por semana,sendo um bom começo.

    A sua técnica faz sentido,pois não podemos ficar bons em algo sem praticar ou colocar mão na massa,eu particularmente, algumas vezes começo a escrever e depois de algum tempo,quando falta a “mardita” inspiração, salvo o que escrevi e continuo outro dia ou mais tarde.

    É bom dar um tempo e não ficar tentando “espremer” as palavras da nossa caixola rsrs.

    Abraço!

    Reply
  6. Olá Rafael,

    no meu caso, como tenho alguma facilidade na escrita, tenho a sorte de não ter de “espremer” muito as palavras, e quando começo um artigo, por norma termino-o de uma só vez.

    Costumo é deixá-lo “repousar” durante uns dias antes de o publicar. Assim, permite-me relê-lo com “outros olhos”. Esse olhar mais distante permite-me sempre fazer algumas melhorias ao artigo.

    Para quem não tem tanta facilidade de expressão escrita, é importante encontrar o seu próprio ritmo (como você faz).

    O que é fundamental é que cada um encontre a melhor forma, o melhor método para produzir conteúdos que vá ao encontro das expectativas que os leitores têm.

    Abraços

    Reply
  7. Hugo, excelente artigo!! Realmente a inspiração é um dos grandes problemas de um blogueiro, e sei por experiência própria :) Assim como descrevi nos dois artigos sobre ter novas idéias para artigos, também tenho minhas maneiras de encontrar novas idéias e assim não ficar dependente destes momentos esporádicos. Acho que todo blogueiro nunca pode se dar ao luxo de escrever somente quando há inspiração para tal, ou o blog ficará muito tempo sem ser atualizado.

    Abraços, Arlindo Armando

    Reply
    • Olá Arlindo,

      Escrever quando se está inspirado é uma sensação incrível. Mas é verdade que não podemos esperar que a inspiração se digne a aparecer por ela. Temos de encontrar métodos que ajudem ao processo de escrito. Métodos que ajudem a desenvolver a criatividade. Forma de chamar a inspiração sempre que queremos.

      Este método funciona muito bem para mim. Mas tenho outros. Esse ficarão para outros artigos :-)

      Abraços e obrigado pelo seu comentário.

      Reply
  8. Interessante técnica.

    Realmente ajuda a dar aquele empurrão inicial começar a trabalhar – não tem coisa pior do que aquela tela branca olhando de volta!

    Faço algo parecido com outras atividades, por exemplo, quando preciso executar algumas tarefas e vejo que estou enrolando, começo fazendo qualquer coisa, mesmo que não tenha nada a ver com a tarefa em si, só para começar a “funcionar”

    Por exemplo, reviso e limpo a minha inbox, ajeito e organizo arquivos perdidos no desktop, ou até tarefas fora do computador como organizar a mesa etc.

    Aí depois parece que, como a sua técnica para escrita, começa a pegar o embalo e fica mais fácil só continuar :)

    Obrigado de novo pela dica ;)

    Por sinal, qual programa você usa para escrever? Eu uso bastante o WriteMonkey para ter uma interface simples e clean sem distrações.

    Outra alternativa que não testei muito ainda é o Scrivener, já viu? Esse é[pago.

    Grande abraço!
    Bruno

    Reply
    • Olá Bruno,

      A “técnica” do fazer outra coisa também uso. Muitas vezes quando estou a penar, saio de casa e vou dar uma volta, ou tomar um café a uma esplanada. Isso ajuda-me sempre a voltar mais fresco e motivado para escrever.

      Quanto ao programa que eu uso para escerver … digamos que nessas coisas sou muito “conservador” :).

      Eu continuo usando o meu velho amigo Microsoft Word.

      Uso o Evernote (no pc, no tablet e no telemóvel) para anotar ideias. Depois, divido o ecrã entre o evernote e o Word. Assim tenho a minha lista de ideias e a página de escrita lado a lado.

      Como vê, nada de muito rebuscado, rsrsrs.

      Abraços e obrigado pelo seu comentário.

      Reply
  9. Olá Hugo,

    sua técnica é realmente útil, acabei de criar meu blog e meus momentos de inspiração se tornaram cada vez mais espaçados, então escrevo o que me vem à cabeça e depois seleciono o que pode se aproveitar, depois edito e adiciono outras ideias.

    Reply

Deixar uma resposta