A sua escrita é musical? Uma técnica para transformar os seus textos numa sinfonia!

Nota inicial: se possível, leia este artigo em voz alta … vai ajudar a perceber o conteúdo ;)

Você quer que os seus artigos sejam agradáveis de ler? Quer que os seu leitores fiquem com as sua palavras gravadas na cabeça, à semelhança das músicas das maiores bandas do mundo?

Então só tem uma forma: transforme os seus escritos em música.

Escrever é criar música. Porque as palavras têm um som. Porque as frases têm um ritmo. Uma harmonia.

Aqui ficam 2 técnicas para transformar os seus artigos em verdadeiras sinfonias…

escrever musica

Varie o comprimento das frases

Uma das melhores formas de dar ritmo aos seus textos é de variar o comprimento das frases.

Olhe para um exemplo claramente inspirado na obra “100 ways to improve your writing” de Gary Provost:

Isto é uma frase de sete palavras. Aqui fica outra frase de sete palavras. Escrever em sete palavras é muito simples. Mas repare no que está a acontecer. As frases do mesmo comprimentos são aborrecidas. Estas frases podem adormecer-nos rapidamente e facilmente. É preciso variar o ritmo das frases. Agora, ouça o que se vai passar…

Eu vou mudar o comprimento das frases, e repare o que eu obtenho. O ritmo muda. E isto cria música. Eu posso abrandar o ritmo das frases aumentando o seu comprimento. Ou acelerar.

Uso frases curtas. Ou então escrevo frases médias. E por vezes, quando tenho a certeza que o meu leitor não vai largar o texto e parar de ler, permito-me escrever uma frase bem mais comprida, como esta por exemplo.

Misturando frases curtas, frases médias e frases longas, você muda o ritmo da leitura.

Não escreva apenas palavras. Escreva música. Escreva sinfonias.

Varie a construção das frases

Os nossos professores de português ensinaram-nos que uma frase deve ser composta de um sujeito, um verbo e um complemento: “O lobo come a cabra”, “ Eu escrevo um artigo”.

Encontrará também esta dica na grande maioria dos cursos de copywriting.

O que eu penso disso? Esqueça esta dica. Esqueça o que o seu professor de português lhe ensinou.  Esqueça a gramática :)

Porque é que digo isso? Porque escrevendo frases incompletas, você pode modificar o ritmo da leitura. E assim criar as músicas que quiser.

Mude a construção das frases. Pare de escrever frases completas. Destrua-as.

Quer alguns exemplos desta técnica de escrita? Continue a ler o Sites e Blogs… ;)

Subsreva a newsletter
Nunca mais perca uma atualização no blog!

13 Comments

  1. Excelente artigo, Hugo você está se superando a cada dia!
    Saiba que seus textos são um balsamo diário, eu procuro sempre ler o seu artigo, antes mesmo de iniciar meu trabalho de envio de e-mails aos meus clientes.
    Parabéns!

    Reply
    • Olá Cirenini,

      nem sei o que responder!

      Apenas me vou limitar a agradecer essa suas palavras … e fica aqui a promessa: vou continuar a esforçar-me para me superar a cada dia.

      Abraços

      Reply
  2. Variação do tema é de extrema importância!Quero, porf favor,um comentário sobre o DISQUS para WordPress.

    Obrigado!

    Reply
    • Olá Carlos,

      pessoalmente nunca usei o DISQUS. Mas terei todo o prazer em testar em um dos meus blogs para depois fazer aqui o um artigo sobre ele.

      O facto de nunca ter usado é porque normalmente não gosto muito de comentar em blogs que usam. E o pouco que sei sobre o plugin é que tem algumas desvantagens.

      Mas nada como testar, por isso, assim que possível farei um review ao DISQUS.

      Abraços

      Reply
      • Estou a espera da vossa avaliação que muito me interessa,pois é um expert no assunto!

        Obrigado

        Reply
  3. Verdade… Escrever bem é “música para nossos olhos” :P

    Reply
    • Olá Cristina,

      espero que tenha gostado da música que compus para vocês neste artigo. ;)

      Abraços e obrigado pelo seu comentário

      Reply
  4. Excelente artigo Hugo !

    A cada dia que passa você se supera mais com seus textos memoráveis.

    Parabéns e sucesso sempre…

    Reply
    • Olá Maurício,

      Muito obrigado pelas suas palavras de apreço. Espero conseguir continuar a manter o nível por muito mais tempo.

      Abraços

      Reply
  5. Concordo plenamente com você.
    Como sempre, seu artigo está incrível! Assim como seu blog.
    Continue assim, e tenha sempre muito sucesso.
    Parabéns!

    Reply
    • Olá Diogo,

      muito obrigado pelo seu comentário. Ainda bem que gostou ;)

      Abraços

      Reply
  6. Oi Hugo!

    Me desculpe pelo comentário curto, mas esse artigo é uma obra de arte.

    Muito bom!

    Parabéns cara!

    Reply
    • Olá John,

      fico contente que tenha gostado da sinfonia que compus ara vocês ;)

      Abraços

      Reply

Deixar uma resposta